Brisas de Dezembro… Sementes de Novo Ano!

Abre-se a janela para mais um amanhecer!
Sentimos o rosto ser acariciado por uma leve brisa que anuncia a chegada de mais um final de ano, com todos os aromas doces e festivos do mês de dezembro.
Mais um ciclo que se encerra deixando as portas abertas para renovações e esperanças.

fireworks1
Se olharmos bem de perto o caminho já trilhado, daremos de frente com todos os momentos por nós vivenciados, sejam eles os de dificuldade ou os de superação.
Analisando na mitologia grega, Deméter mãe e Perséfone filha em sua história geraram a criação da tal divindade para cuidar, semear e fazer medrar na Terra a vida sempre em evolução.
Tratemos então de arar nosso campo físico e mental, para que nossa colheita seja farta no ano que se segue.
Lembrando-nos que mesmo em meio a tempestades que possam se formar, poderemos de forma lúcida, calma e amorosa buscar novos caminhos, novas maneiras de preservar as nossas boas sementes.

persefone
Pois todo dia é Ano novo.
Entre luas e estrelas no sorriso de uma criança ou no canto dos pássaros.
Sejamos, portanto, a incessante fé na harmonia da natureza, pois é dela o despertar da essência de vida.
Enfim, para que se cumpra um auspicioso Ano Novo, que mereça esse nome, temos que fazer por merecer, temos que fazê-lo novo, ainda que não nos pareça fácil, mas tentemos sempre, experimentemos todos os dias viver de maneira consciente.
Afinal, é dentro de cada um de nós que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.

Claudia Andriolli
Psicanalista e Psicoembrióloga

No comments yet.

Leave a Reply

Reset all fields