2022: Um convite a fechar a porta da doença e a abrir o ciclo da saúde!

por

por Equipe IBCP

Desde 2020 estamos vivendo em um casulo, sobrevivendo a doenças que invadem o corpo, a casa, a alma e ultrapassam paredes, causando emoções variadas no dia a dia como em uma guerra.

Vivemos esta situação de guerra com um sistema funerário e de saúde em colapso, vendo na TV um desfile de caminhões com corpos que eram jogados na rua, equipes de saúde sentindo-se impotentes diante das perdas, e ainda, sem espaço para extravasar os sentimentos na hora de enterrar os mortos.

A ordem geral de não ficar doente, não trouxe mais saúde e sim mais medo e tensão. As pessoas que poderiam ajudar também estavam fragilizadas.

Ficamos no front isolados e distanciados entre as paredes da nossa casa, sendo bombardeados por todos os lados, por um inimigo comum e invisível, transportado por corpos visíveis.

Uma guerra externa onde se viam todos estes fatos acontecendo, começou a se instalar, agora, internamente, refletindo os medos, sentimentos de impotência e a aflição de estar lidando com um inimigo que não se vê.

Após este período de fortes vivências, começamos agora a enfrentar o desafio de sair do casulo e vencer uma resistência instalada, um medo que poderia ser a única forma de sobrevivência.

Além do vírus que nos assolou, a humanidade defrontou-se com o medo e o pânico. Sabemos que qualquer sentimento negativo, torna-se chaga na nossa resistência psíquica e física, abrindo portas para doenças secundárias e autoimunes.

O medo e a raiva descarregados em excesso e desequilíbrio na circulação sanguínea fragilizam o sistema imunológico.

Situações como estas que a gente vivenciou, relembrando a guerra, abrem portas para traumas antigos, trazendo emoções que desequilibram o organismo. O percentual de pessoas com distúrbios e transtornos psíquicos, desde o início da pandemia, tem aumentado significativamente.

Embora no casulo a vida existente esteja sempre em expansão, na mente humana algo diferente ocorre. A vida é presenteada pela plasticidade e havendo alguma barreira, ela busca caminhos inimagináveis para fluir. E justamente uma das razões para que esta expansão ocorra de modo satisfatório, torna-se necessário que as emoções sejam percebidas por seu detentor.

Este casulo, a princípio para nos proteger e compreender o momento vivido, que gerou medo, raiva e insegurança, cumpriu o seu papel. Cabe agora rompê-lo para que possamos retomar a vida, buscando equilíbrio emocional, saúde física e mental.

Quando estamos doentes a família, a empresa, as relações, a escola, tudo o que está ao nosso redor adoece também. Quando estamos saudáveis a família, a empresa, as relações, a escola, tudo o que está ao nosso redor fica saudável também.

E como equilibrar, superar, tudo isso que vivemos?
Sem dúvida a coragem de olhar para dentro de nós mesmos, lidarmos com as nossas emoções e buscarmos ajuda para enfrentar as nossas dificuldades, são elementos fundamentais para superarmos os obstáculos e conquistarmos o equilíbrio emocional.

A Psicanálise se propõe a potencializar o indivíduo a se conectar com a vida, tratando os sentimentos, elaborando os traumas vividos e abrindo o caminho para as emoções que sustentam a vida e nutrem a saúde e a prosperidade!

Que ao fechar este ciclo, venha um 2022 repleto de possibilidades transformadoras, pois a vida é dinâmica e o movimento deve ser constante!

Esses são os votos de todos nós da Equipe IBCP!

O QUE ACHOU DA POSTAGEM?

    últimas postagens

    A Fadiga do Retorno

    por Roseana Coelho / Psicanalista
    A recente retomada das atividades presenciais tem causado vários efeitos psíquicos, dentre eles ansiedade e especialmente cansaço. Em 2020 foi preciso uma adaptação rápida, sem preparo, para uma situação não vivenciada antes, de enclausuramento, distância da vida do modo que era conhecida e um estado de alerta constante. Agora, dois anos depois, é preciso retomar, […]
    Leia mais+

    Presente de 22 anos do IBCP Psicanálise

    por Equipe IBCP Psicanálise
    Comemoramos nosso aniversário presenteando aqueles que tornaram possível nossa caminhada até aqui … todos que tornaram possível o IBCP!!! Nossa equipe de psicanalistas, nossa equipe administrativa, nossos alunos e pacientes que confiaram sua jornada de trabalho, formação e tratamento ao IBCP. Vamos desembrulhar o presente: Uma equipe de psicanalistas composta por Altamiro, Sylvana e Josué, […]
    Leia mais+
    LEIA TODAS AS POSTAGENS