A importância do pai na formação do indivíduo

por

O papel do pai é decisivo na formação de um homem e de uma mulher. A função paterna de provedor é histórica, porém vai muito além disso.

A relação entre pai e filhos deve ser criada e fortalecida desde a concepção. O pai é quem promove a ética, a lei e a responsabilidade, e estas que vão construindo a identidade e a personalidade da criança. Para que isso ocorra é necessário que a criança veja sua imagem no pai e seja vista por ele.

A convivência do pai com os filhos gera um vínculo que se torna referência para eles. Os filhos buscam na figura masculina um modelo de identificação que gera autoconfiança e segurança e assim a criança começa a descobrir a relação com o mundo e com a realidade.

A autoridade e o limite exercidos pelo pai serão decisivos no futuro da criança. Nas suas relações sociais, na busca de objetivos, gerando confiança e independência.
Crianças que não conheceram limites advindos do pai irão procurá-los de outras formas quando adultos, frequentemente os buscando em situações de conflito e perigosas como o uso de álcool e drogas.

A criança que não cresce com a presença paterna tende a desenvolver características mais agressivas ou optam pelo isolamento. É o que reflete hoje as escolas, por exemplo.
O pai, portanto, tem um lugar essencial na formação de seus filhos para que amadureçam, preservem e honrem a vida que lhes foi dada.

Simone Gutierrez
Psicanalista do IBCP

O QUE ACHOU DA POSTAGEM?

    últimas postagens

    A base de tudo

    por Equipe IBCP Psicanálise
    Há muitos séculos, estudiosos já mencionavam em seus escritos, a existência de uma considerável movimentação do bebê dentro do ventre materno e uma possível ligação emocional entre ambos, mãe e filho. Essas observações, a princípio intrigantes e objeto de interesse por muitos pesquisadores nos tempos seguintes, teve sua comprovação somente por volta do século XIX […]
    Leia mais+

    A Fadiga do Retorno

    por Roseana Coelho / Psicanalista
    A recente retomada das atividades presenciais tem causado vários efeitos psíquicos, dentre eles ansiedade e especialmente cansaço. Em 2020 foi preciso uma adaptação rápida, sem preparo, para uma situação não vivenciada antes, de enclausuramento, distância da vida do modo que era conhecida e um estado de alerta constante. Agora, dois anos depois, é preciso retomar, […]
    Leia mais+
    LEIA TODAS AS POSTAGENS