Ansiedade

por

por Wilson Garcia | Psicanalista

Hoje se fala muito em ansiedade, e é importante perceber que a ansiedade faz parte do Ser Humano. É comum que ela esteja presente no nosso cotidiano, quer profissionalmente, antes de uma apresentação em público, por exemplo, ou antes de um encontro romântico esperado. A questão é quando a ansiedade se torna um transtorno, ou seja, quando começa a atrapalhar a vida cotidiana.

Ansiedade é o desejo de colocar o futuro no presente, ou, em outras palavras, a ansiedade patológica é o excesso de futuro no presente. Ela atinge o Ser que sofre no presente com algo do futuro, que ainda não aconteceu e talvez nem venha a acontecer. Está intimamente ligada ao medo de que algo possa dar errado, assim, é comum que a ansiedade traga um sofrimento por algo que, muitas vezes, nem chegará a acontecer.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), distúrbios relacionados à ansiedade afetam aproximadamente 20 milhões de brasileiros, cerca de 10% da população.

Uma das peculiaridades do funcionamento do nosso cérebro é constatada no seguinte exemplo: “Não pense num tomate vermelho com um cabinho verde em cima”. Como você pode perceber, foi justamente essa a imagem que veio à sua cabeça, certo? Pois bem, o nosso cérebro, em determinada situação, não capta a palavra “não”. Assim, quando o Ser Humano está vivendo uma dor da alma, ou um medo, e isto começa a tirá-lo de seu equilíbrio, ele começa a “não” querer pensar em viver aquela situação. Porém, toda a vez que pensa em não querer, está reforçando aquele pensamento dentro de si. Imagine você, repetidamente, dizer “eu não quero pensar num tomate vermelho com cabinho verde”. O que vai acontecer, naturalmente, é um reforço dessa imagem no seu cérebro.

Dei esse exemplo para que o leitor entenda um pouco do funcionamento da nossa mente. A psicanálise muito pode contribuir com o paciente que está disposto a percorrer um caminho de descoberta interior, pois suas questões psíquicas foram sendo construídas e instaladas ao longo do tempo, e não num estalar de dedos, daí a importância da psicanálise, de forma abrangente, buscar ajudar o paciente a compreender suas forças inconscientes, armazenadas e guardadas a sete chaves, por meio das experiências particulares do indivíduo.

Assim, faz-se oportuna uma das frases célebres de Freud: “a voz do inconsciente é sútil, mas ela não descansa até ser ouvida”.

O QUE ACHOU DA POSTAGEM?

    últimas postagens

    A Fadiga do Retorno

    por Roseana Coelho / Psicanalista
    A recente retomada das atividades presenciais tem causado vários efeitos psíquicos, dentre eles ansiedade e especialmente cansaço. Em 2020 foi preciso uma adaptação rápida, sem preparo, para uma situação não vivenciada antes, de enclausuramento, distância da vida do modo que era conhecida e um estado de alerta constante. Agora, dois anos depois, é preciso retomar, […]
    Leia mais+

    Presente de 22 anos do IBCP Psicanálise

    por Equipe IBCP Psicanálise
    Comemoramos nosso aniversário presenteando aqueles que tornaram possível nossa caminhada até aqui … todos que tornaram possível o IBCP!!! Nossa equipe de psicanalistas, nossa equipe administrativa, nossos alunos e pacientes que confiaram sua jornada de trabalho, formação e tratamento ao IBCP. Vamos desembrulhar o presente: Uma equipe de psicanalistas composta por Altamiro, Sylvana e Josué, […]
    Leia mais+
    LEIA TODAS AS POSTAGENS