Coronavírus – Da verdade ao fake news

por

Por Laura Martins – Psicanalista

Nos últimos dias, muito se tem falado sobre um assunto de saúde pública mundial: o Coronavírus e todos os seus desdobramentos. Este vírus, que é novidade até para a ciência, pode infectar animais e pessoas, causando principalmente doenças respiratórias como gripes, resfriados e até pneumonias. Seus sintomas apresentam-se sob forma de febre, tosse, dificuldade para respirar, e pode evoluir para pneumonia. Em alguns casos, pode ser letal.

Ao que tudo indica, teve origem na China, em uma grande cidade da província de Hubei, chamada Wuhan, onde é muito comum o comércio de animais selvagens vivos, como morcegos e cobras, que podem hospedar esse vírus. Governos dos quatro cantos do planeta estão focados em identificar a possível forma de transmissão para erradicar esta doença que, por ser tão recente, não tem tratamento bem definido para sua cura. Como forma de prevenção, hospitais e mídias indicam, dentre outras ações, lavar bem as mãos muitas vezes ao dia, evitar o contato com mucosas de olhos, nariz e boca, além de não viajar para regiões específicas da China.

Diante desta questão de ordem mundial, a plataforma digital também tem se movimentado e, está cada vez mais comum o recebimento de vídeos e mensagens a respeito deste tema tão alarmante. Porém, WhatsApp, Instagram, Facebook e outros meios estão sendo usados para a disseminação de notícias que, nem sempre são verdadeiras. Entre comunicados de famosos hospitais com instruções sobre a prevenção, estão circulando vídeos, textos e até piadas sobre o assunto, misturando verdade com as famosas fake news.

Ainda não está bem claro como e com qual facilidade o Coronavírus se espalha de pessoa para pessoa, mas as notícias têm se espalhado como outro vírus, que pode causar angustia, estresse e ansiedade a quem está em meio a tanta informação, real ou fantasiosa. Alguns conteúdos que estão circulando podem gerar medo e insegurança a quem os vê. E em que acreditar? Será uma nova teoria da conspiração?

O fortalecimento interno, que vem através do autoconhecimento, é chave mestra para que haja o discernimento na vida das pessoas. O contato consigo mesmo pode despertar a consciência necessária para se viver em um mundo tão globalizado e cheio de informações e possibilidades. A Psicanálise tem contribuído, cada vez mais, para que haja a elaboração de conteúdos internos que auxiliam na construção de indivíduos autônomos e responsáveis. Com o tratamento analítico, há a possibilidade de escolher de forma consciente. E, isto inclui tanto a escolha da prevenção a qualquer vírus físico como também a prudência na disseminação de outro vírus, o mental.

O QUE ACHOU DA POSTAGEM?

    últimas postagens

    A base de tudo

    por Equipe IBCP Psicanálise
    Há muitos séculos, estudiosos já mencionavam em seus escritos, a existência de uma considerável movimentação do bebê dentro do ventre materno e uma possível ligação emocional entre ambos, mãe e filho. Essas observações, a princípio intrigantes e objeto de interesse por muitos pesquisadores nos tempos seguintes, teve sua comprovação somente por volta do século XIX […]
    Leia mais+

    A Fadiga do Retorno

    por Roseana Coelho / Psicanalista
    A recente retomada das atividades presenciais tem causado vários efeitos psíquicos, dentre eles ansiedade e especialmente cansaço. Em 2020 foi preciso uma adaptação rápida, sem preparo, para uma situação não vivenciada antes, de enclausuramento, distância da vida do modo que era conhecida e um estado de alerta constante. Agora, dois anos depois, é preciso retomar, […]
    Leia mais+
    LEIA TODAS AS POSTAGENS