A Psicanálise e o Ecossistema empreendedor

por Eliana Viana | Psicanalista

 

por Eliana Viana | Psicanalista

Saiba o quanto a psicanálise é importante no ecossistema empreendedor 

As mudanças da era digital afetam diversos setores da sociedade, assim, o ecossistema empreendedor necessita de um olhar mais atento da psicanálise. 

Levando em consideração o ecossistema empreendedor, temos que a “arte de bem administrar” no indivíduo pressupõe que haja uma determinada consciência tão livre quanto possível, que esteja em contínuo desenvolvimento, e esta liberdade se firma na responsabilidade das escolhas que ele vier a fazer.

Há quem defina esta expressão –  “arte de bem administrar” – como um talento, uma habilidade, a aptidão, uma inteligência emocional que possibilita ao indivíduo tornar-se capaz de desenvolver o reconhecimento e a gestão dos seus próprios sentimentos em prol de si e de suas relações.

Embora a evolução e a criatividade façam parte da humanidade, é preciso, às vezes, trazer à memória que as necessidades básicas são as mesmas, a priori: respiração, alimentação, sono, segurança, aceitação etc.

Os riscos psíquicos no ecossistema empreendedor

Cada indivíduo é único e experiencia o conjunto dessas necessidades de forma única. Negligenciar a sua constituição original, é desconsiderar a própria vida, os riscos e consequências normalmente negativas.

Os “riscos” e a “criatividade” andam juntos. No caso de um empreendedor, independente do seguimento que vier a escolher, quando há uma administração cognitiva e emocional livre, os estímulos também se tornam percebidos, transformando-se em habilidade e capacidade para, produzir uma ação consciente, que remete com eficácia a uma decisão e comprometimento na escolha: de “refazer”, seguir adiante”, ou “fazer diferente”, é um movimento natural de dentro para fora.

Por outro lado, caso haja uma sobrecarga emocional, em que não há uma devida vazão dos estímulos, o aparelho psíquico deste mesmo indivíduo, torna-se uma oficina do adoecimento, surgindo os sintomas como: depressão, fobia, desânimo, ansiedade exacerbada, etc… Conforme o pai da psicanálise apresentou: “o homem não é dono de sua casa psíquica”, não negligenciar a linguagem do mundo interno, fará toda a diferença.

A psicanálise e os empreendedores na era digital

Como já se sabe, no passado os sentimentos, os afetos eram vivenciados de corpo presente, “frente a frente”, diferente dos tempos atuais em que o “mundo virtual”, se por um lado, trouxe grande contribuição para a humanidade, por outro lado, precisa ser colocado em seu devido lugar, ou seja, como uma “ferramenta de apoio” para ser conduzida pelo indivíduo e não para torná-lo refém dela.

Excesso de informação impede o processamento de um sentimento no indivíduo e seu devido decantamento, como também dificulta a transição que há entre um e outro sentimento, o indivíduo isola o sentimento, fala sobre o fato, porém apático ao afeto.

Vivencia-se uma desconexão entre o corpo, a realidade externa e a interna, é como se o indivíduo estivesse de corpo presente mas ausente mentalmente. E quanto mais vivenciado é este cenário, mais desconectado fica de si mesmo e do seu entorno.

O processo analítico permanece com sua contribuição nos tempos atuais, neste caso, aos empreendedores: proporcionar uma melhor leitura de si mesmo indo ao encontro do outro e do seu entorno, traz a possibilidade de se conhecer e se tornar capaz de desenvolver a “arte de administrar a sua casa psíquica” e permitir aplicar esta arte àquilo que outrora considerava como um obstáculo, podendo transformá-lo em sementes de ideias que tragam sentido à sua existência.

A psicanálise é a ferramenta ideal e, para muitos do ecossistema empreendedor que a procuraram, tornou-se um novo meio de vida. Para quem deseja empreender novamente e se tornar um psicanalista certificado pelo IBCP, basta ter concluído o ensino médio e ter vontade de aprender com essa profissão fascinante. Saiba como!

 

 

 

 

 

O QUE ACHOU DA POSTAGEM?

    últimas postagens

    A Publicidade no Divã

    por Nadia Lappas | Psicanalista       
    Aprendemos a comprar desde criança. Mas o que exatamente você compra na gôndola? O que você coloca no carrinho de compras do seu aplicativo preferido? Sabemos que hoje algoritmos medeiam nossas relações nas redes sociais, como também nossos caminhos de consumo na rede. Campo fértil para a publicidade que oferta magicamente tudo o que queremos. […]
    Leia mais+

    A Mitologia na construção da Psicanálise

    por Nadia Lappas | Psicanalista       
    Os seres humanos sempre foram criadores de mitos. A necessidade de contar histórias é tão antiga que muitos autores consideram que ela deve ter nascido com o próprio homem, pois somos criaturas em busca de sentido. Existe algo de poderoso nos mitos que transcende tanto a razão, quanto as fronteiras de uma cultura. Para Jung, […]
    Leia mais+
    LEIA TODAS AS POSTAGENS