Psicanálise: uma visão abrangente

por

por Wilson Garcia | Psicanalista

A visão abrangente na psicanálise é uma das questões mais sérias e respeitosas no processo analítico. A psicanálise busca a causa das questões trazidas pelo paciente. E, para se chegar à causa, é de fundamental importância conhecer aquele Ser Humano, que foi constituído pelas vivências experimentadas dentro das várias áreas de sua vida: familiar, social, cultural, profissional e outras.

Muitos conflitos internos são inatos, gerados já dentro do útero. Muitos outros são instalados durante as vivências individuais do ser desde sua infância.

Uma criança que, em sua primeira infância, ou seja, até os sete anos de idade, tenha passado por experiências que reforçam comportamentos indesejáveis, por exemplo. Às vezes em que ficou doente ou teve uma febre, fato comum em crianças no processo de crescimento, recebeu um grupo de “reforços positivos” que traziam uma mensagem: não precisa ir à escola. A mãe a deixou ver os programas que quisesse. Sua avó veio e lhe trouxe o seu doce preferido. Durante o dia, recebeu o dobro da atenção costumeira. Seu pai chegou do trabalho trazendo mais figurinhas do que quando ela estava bem.

Quando isso acontece repetidamente, a criança inicia um caminho de pensamento alicerçado em uma contra mensagem. E começa a relacionar, de forma inconsciente, que toda vez que fica doente ela “ganha coisas”. Recebe mais atenção. E pode fazer atividades que, normalmente, no dia a dia não lhe eram permitidas, pois tem que ir em direção às suas responsabilidades de escola, por exemplo.

Esta criança, dependendo da intensidade do reforço e da repetição desta construção de “caminho neural”, poderá crescer com esta concepção estabelecida. E, ao chegar à vida adulta, quando se deparar com conflitos, carências e responsabilidades, pode vir a ter (veja bem que estou utilizando a palavra “pode” e não a palavra “vai”) um movimento psíquico inconsciente de ficar doente a fim de buscar a atenção e o mimo daqueles à sua volta. Deve-se lembrar que o inconsciente é atemporal, ou seja, o inconsciente de quando se é criança é o mesmo inconsciente de quando se é adulto.

Este exemplo é para que o leitor entenda a importância de uma visão abrangente no processo analítico do paciente. Pois, para se entender, muitas vezes, um comportamento atual, é necessário entender como o paciente, uma criatura individualizada, foi construído dentro de várias áreas de sua vida, formando o todo que é o sistema maior: aquele Ser Humano. Daí a grandiosidade e o encanto da Psicanálise com sua visão abrangente: olhar o todo e contribuir para que o paciente entenda ou descubra as suas forças inconscientes, que impactam nas suas emoções e comportamentos da atualidade, tendo, assim, contato com a sua verdade. E aí, de forma consciente, tomar a decisão sobre qual será o melhor caminho a seguir.

O QUE ACHOU DA POSTAGEM?

    últimas postagens

    A Fadiga do Retorno

    por Roseana Coelho / Psicanalista
    A recente retomada das atividades presenciais tem causado vários efeitos psíquicos, dentre eles ansiedade e especialmente cansaço. Em 2020 foi preciso uma adaptação rápida, sem preparo, para uma situação não vivenciada antes, de enclausuramento, distância da vida do modo que era conhecida e um estado de alerta constante. Agora, dois anos depois, é preciso retomar, […]
    Leia mais+

    Presente de 22 anos do IBCP Psicanálise

    por Equipe IBCP Psicanálise
    Comemoramos nosso aniversário presenteando aqueles que tornaram possível nossa caminhada até aqui … todos que tornaram possível o IBCP!!! Nossa equipe de psicanalistas, nossa equipe administrativa, nossos alunos e pacientes que confiaram sua jornada de trabalho, formação e tratamento ao IBCP. Vamos desembrulhar o presente: Uma equipe de psicanalistas composta por Altamiro, Sylvana e Josué, […]
    Leia mais+
    LEIA TODAS AS POSTAGENS