Saúde Mental

por

por Wilson Garcia | Psicanalista

A Saúde Mental de parte da população tem dado indícios de que não anda bem. E mais, tem piorado. A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou números alarmantes: quase 10% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade; quase 6% da população têm depressão; o suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos.

Casos de depressão estão aumentando globalmente, cerca de 18,4% desde 2005, em 2016 mais de 75 mil pessoas foram afastadas do trabalho por depressão, e cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio a cada ano no mundo.

A depressão, a ansiedade e o estresse são três distúrbios que vêm cada vez mais desestabilizando a saúde mental de muitos. Acredita-se que tais distúrbios estejam ligados a excessos. A depressão ligada a questões do passado, a ansiedade, o desejo desenfreado de querer colocar o futuro no aqui e agora, e o estresse o exagero das questões presente.

Estamos vivendo em uma sociedade que tem alimentado suas patologias alicerçadas pela tecnologia. As redes sociais têm criado padrões de comportamentos que se assemelham aos vícios em drogas e jogos, só que um vício agora acessível, aceito e estimulado de forma direta ou indireta pelas pessoas. Principalmente aquelas ligadas a esse meio de convivência, a um mundo do faz-de-conta, utópico, onde há a criação de um mundo perfeito no qual as pessoas se dão bem o tempo todo.

Como a tecnologia pode afetar a saúde mental?

Com a questão da rapidez do desenvolvimento da tecnologia, muitas pessoas não se aperceberam que novas dependências estão aparecendo. Com elas vêm aumentando baixa autoestima, insegurança, medo, sofrimentos pessoais, entre outros.

A oportunidade de despertar do ser humano é investindo no seu autoconhecimento, se apropriar de quem ele é, de onde ele veio e aonde ele quer e pode chegar, se conhecendo e se apropriando da sua vida, pois enquanto o Ser Humano não se apropriar da sua vida, as forças inconscientes que comprometem a sua saúde mental continuarão afetando suas emoções e comportamentos, tornando responsáveis por dirigir sua vida, seu progresso, suas relações e suas finanças.

A Psicanálise é essencial nesse tratamento.

Tem-se visto cada vez mais os encantos, a profundidade, o respeito e o carinho com que a Psicanálise tem contribuído para que seus pacientes se apropriem de quem são em sua essência. Quando assim acontece, eles podem tomar a decisão para o que querem construir, semear e colher em suas vidas, porém, agora de forma consciente.

Entre em contato com o IBCP e saiba como melhorar sua saúde mental por meio do atendimento psicanalítico!

O QUE ACHOU DA POSTAGEM?

    últimas postagens

    A base de tudo

    por Equipe IBCP Psicanálise
    Há muitos séculos, estudiosos já mencionavam em seus escritos, a existência de uma considerável movimentação do bebê dentro do ventre materno e uma possível ligação emocional entre ambos, mãe e filho. Essas observações, a princípio intrigantes e objeto de interesse por muitos pesquisadores nos tempos seguintes, teve sua comprovação somente por volta do século XIX […]
    Leia mais+

    A Fadiga do Retorno

    por Roseana Coelho / Psicanalista
    A recente retomada das atividades presenciais tem causado vários efeitos psíquicos, dentre eles ansiedade e especialmente cansaço. Em 2020 foi preciso uma adaptação rápida, sem preparo, para uma situação não vivenciada antes, de enclausuramento, distância da vida do modo que era conhecida e um estado de alerta constante. Agora, dois anos depois, é preciso retomar, […]
    Leia mais+
    LEIA TODAS AS POSTAGENS