A sociedade dos excessos

por

por Laura Martins | Psicanalista

Atualmente, a sociedade, num modo geral, está vivendo o auge dos excessos. É excesso de informações, de atividades, de compromissos e agora, mais do que nunca, o excesso de preocupação por um futuro ainda incerto trazido pela pandemia. Tudo isso contribui para o que Augusto Cury, psiquiatra, professor e escritor brasileiro, denominou como “Síndrome do pensamento acelerado”.

São pessoas que estão com o pensamento cada vez mais agitado e, segundo Cury, os principais sintomas são acordar cansado, dores musculares e de cabeça, irritabilidade e falta de empatia. Também sofrem muito por antecipação e podem apresentar déficit de memória, pelo excesso de informação, de notícias e de afazeres. Exige-se cada vez mais de si mesmas, não dando espaço ao descanso, tão importante para o reestabelecimento físico e psíquico causador do desequilíbrio em suas vidas.

A disponibilidade de informações é tão grande que chega a ser sufocante causando ansiedade pela velocidade com que surgem. Nos consultórios há, comumente, o relato de pessoas que trazem o sentimento de exaustão causado por essa abundância que vem junto do sentimento de culpa por não se sentirem capazes de absorver tudo o que está disponível.

Um ponto interessante a se notar é que, justo as pessoas que apresentam esta síndrome, normalmente são profissionais de alta performance, disputados entre as empresas, pois são bons no que fazem. Contribuem com as corporações, com a sociedade, com o sistema onde vivem por realizarem mais do que os outros. E quanto mais fazem, mais há a autocobrança por continuarem fazendo. Porém, esse comportamento de forma exaustiva pode contribuir para o esgotamento de si mesmo, afetando o convívio social e afetando a qualidade de vida dessas pessoas. Trazer esse equilíbrio para a vida requer o olhar interior necessário para enxergar a causa do desalinhamento entre os setores da vida. Neste ponto, a psicanálise pode ajudar no reconhecimento dos motivos pelos quais isso acontece, fundamental para que se possa reestabelecer a saúde psíquica de quem passa por esse processo, trazendo mais leveza e equilíbrio no lugar dos excessos.

O QUE ACHOU DA POSTAGEM?

    últimas postagens

    A base de tudo

    por Equipe IBCP Psicanálise
    Há muitos séculos, estudiosos já mencionavam em seus escritos, a existência de uma considerável movimentação do bebê dentro do ventre materno e uma possível ligação emocional entre ambos, mãe e filho. Essas observações, a princípio intrigantes e objeto de interesse por muitos pesquisadores nos tempos seguintes, teve sua comprovação somente por volta do século XIX […]
    Leia mais+

    A Fadiga do Retorno

    por Roseana Coelho / Psicanalista
    A recente retomada das atividades presenciais tem causado vários efeitos psíquicos, dentre eles ansiedade e especialmente cansaço. Em 2020 foi preciso uma adaptação rápida, sem preparo, para uma situação não vivenciada antes, de enclausuramento, distância da vida do modo que era conhecida e um estado de alerta constante. Agora, dois anos depois, é preciso retomar, […]
    Leia mais+
    LEIA TODAS AS POSTAGENS